Você me encontra também no Facebook e no Twitter

19 de junho de 2008

AS LIÇÕES DA CRISE

Quem achava que essa história não ia dar em nada, se enganou. Já deu! Baixaram os preços das passagens, Bejani renunciou, alguns parasitas foram retirados do governo e está no ar uma onda de cidadania.

A descrença com a política aumentou, mas é importante destacar que foi o exercício da "boa" política que trouxe resultados positivos.

Boa política é isso: povo na rua protestando, CPI investigando, Polícia Federal agindo, imprensa apurando e divulgando. Isso é política!

É preciso resgatar a vontade de participar. Precisam surgir novos modelos de fazer política, além dos políticos.


E AGORA, JOSÉ?



José Eduardo é um prefeito sem-querer.
É igual àquele cara que um dia recebe a notícia que a namorada está grávida. Pior é que ela dava pra todo mundo. Quê que ele faz?

Ele resolveu assumir, a prefeitura.

Não acho que ele comia na mesma travessa que a quadrilha, mas até trasanteontem ele era o vice de Bejani e nunca reclamou.

Se alguém era inocente naquele grupo, devia ter largado o osso com vergonha. Mas todos do primeiro escalão - incluindo o vice-prefeito - continuaram com os dentes cravados pra ver no que ia dar.

Ou o José Eduardo limpa de verdade e promove uma devassa nessa administração ou vai ficar na história como o pai do filho feio, que pode nem ser seu.



PAROU POR QUÊ?

A CPI encerrou suas atividades porque estava motivada pelas ações da Operação Pasárgada. Mas descobriu que existe um mar de lama onde se banha a Princesinha de Minas.

Em duas semanas começam as campanhas e acho difícil que se instale uma nova comissão de investigação. Todo mundo vai correr atrás de voto.

Lanço aqui a proposta de que a próxima legislatura comece seus trabalhos instalando uma CPI da Administração Bejani.