Você me encontra também no Facebook e no Twitter

28 de junho de 2016

GAME OF THRONES É FEMINISTA


Consegui sua atenção?

Então vamos lá. Talvez não seja exatamente feminista ou pelo menos não tenha essa intenção, mas não se pode ignorar o poder delas na história. Diferente do Senhor dos Anéis, por exemplo, onde os grandes protagonistas são quase todos homens, em GOT as mulheres não são apenas inteligentes e hábeis estrategistas, como fortes no combate com espada. Ouvi que o autor George Martin teria dito que "apenas tratou as mulheres como pessoas".

E esse aspecto é bem dosado, uma vez que também há homens fortes e inúmeras cenas em que elas são humilhadas. Nenhuma dessas personagens fortes foi empoderada gratuitamente ou por artifício do autor. O crescimento delas é construído com narrativas consistentes, a base de muito sofrimento e força interior.

Daenerys Targaryen, a mãe dos dragões; as irmãs sobreviventes Sansa e Arya Stark; a protetora de Sansa, a incrível  Brienne de Tarth e a minha favorita, a rainha da maldade, Cersei Lannister, apenas para citar algumas.

Se tem preconceitos, supere. A série é uma das melhores já feitas até hoje.