Você me encontra também no Facebook e no Twitter

27 de agosto de 2006

SOBRANDO ASSUNTO

COPA DO MUNDO

Perdemos a copa mais fácil da história. Quem poderia vencer um time formado pelos 11 maiores jogadores do mundo em suas posições?
Perdemos, porque o nosso futebol perdeu a alma. Hoje, com 12 anos, um moleque que bate pelada na rua, tem um agente que negocia seu passe com um time da Turquia.
Milhões pra lá, milhões pra cá e hoje sabemos que, pra ganhar de novo, precisamos comprar de volta nossa alma. E quanto vai nos custar?









VOTA BRASIL

Eu gosto de campanha política. Primeiro, porque é uma boa oportunidade de pulverizar dinheiro na sociedade. Depois, porque é a chance de conhecer a cidade.

Na intenção de reagir a tanto desgaste, fizeram um decreto pra diminuir as possibilidades de Caixa 2. Acabaram com outdoors, camisetas, brindes e showmícios. Alguém imagina quantos postos de emprego eventual foram perdidos? Alguém imagina o quanto a economia informal perdeu? Onde vivem esses caras? Num lugar chamado Brasília, uma cidade sem esquinas.

Agora, o político que dava uma camiseta, vai dar o dinheiro da camiseta. E o povão vai dizer: - "Vou votar no senhor porque foi o único que me deu alguma coisa". Ou alguém sabe uma boa explicação pro crescimento do Lula?

Lula criou uma massa de mendigos. Cerca de 40 milhões, que só recebem aquela "camiseta". Aquele brinde de R$ 40,00. Lula cresce nas pesquisas na razão direta da divulgação do boato de que os outros candidatos vão acabar com o bolsa família. E eles gritam em coro: - "Vamos votar no senhor porque foi o único que nos deu alguma coisa".

Quem está errado?

CENSURA

E, por mais obtuso que seja, justo neste momento, o debate é extremamente censurado. O pânico é geral. Qualquer palavra, gesto ou iniciativa pode custar uma candidatura ou pesada multa.



















Trabalho em mídias diferentes, mas todas são vítimas de censura, executadas de diversos modos.

O Almanaque perdeu quatro anúncios de candidatos por não ter registro como revista.

Na rádio, o recado do gabinete foi calar a boca sobre prefeitura. Qualquer derrapada e a reação vem em segundos. Já foram várias as pancadas.

Na TV há um ambiente de desconfiança. Os números da audiência fazem deste, o veículo mais vigiado. As idéias são cuidadosamente controladas, da fonte até a exibição. E depois, ainda tem a ação dos que não gostaram do que viram.

O último programa sofreu um corte na primeira reprise. Josino (o dono da TVEJF) mandou cortar o Programa Eleitoral, alegando ter recebido uma ordem judicial, sob pena de multa de 108.000 reais. A TV consultou a justiça para entender e o senhor Juiz disse que não tem conhecimento do caso. Bárbara (diretora da Visão) pede a Josino que mande um fax com a tal "ordem judicial". Josino diz que está com o advogado e vai pedir a ele. Até onde eu sei a história parou aí e o tal documento não apareceu. Encerrando a questão, a direção da emissora "pediu" que o quadro fosse retirado por não achar de boa qualidade.

Quem souber mais verdade do que isso, por favor me conte. Terei prazer em divulgar.

Cada um tire a conclusão que quiser.





















HOJE ERA DIA DE TODO MUNDO ASSISTIR "V DE VINGANÇA"
(corre na locadora)


CONTRA TUDO E CONTRA TODOS





















O TQ está gerando um Sistema Integrado de Mídias. Chamamos de SIM. Que é o contrário do NÃO.
Rádio > TV > Almanaque > Teatro > Internet>

Eu acho esse um fenômeno que não tem a atenção e o incentivo adequados. O TQ poderia fazer ainda mais pela cidade, se não tivesse que suar pra pagar R$ 200,00 de aluguel, pra embolar seu material numa sala apertada.

Mas o nosso lema é: menos choro e mais trabalho, porque a luta é grande.


BE GREAT

E aí, vais te acomodar à tua pequenez?

As grandes mudanças só podem ser feitas por quem enxerga longe e tem coragem de ir até lá.
Maria, minha filha, dá um exemplo. Passa a régua e vai ser grande, do tamanho do mundo, do tamanho da alma, do tamanho do coração.

Eu não conheço nada mais saudável.

Crescemos aprendendo a esperar pela grande história de amor.
Mas nos esquecemos que, nem Cinderela, nem Branca de Neve, conseguiram seus príncipes no mole. Elas tiveram que mostrar força, persistência e concentração. O príncipe não foi sorte, foi luta. A sorte ajuda quem deixa.

E foda-se quem tem inveja.