Você me encontra também no Facebook e no Twitter

27 de março de 2009

O PAÍS DOS CASTELOS



O Brasil é realmente um país de Contos de Fadas.

No meio do nada, um Castelo Monalisa. No meio de tudo, "Castelos de Areia".

Edmar Moreira deve ser processado por quebra do decoro parlamentar e muitos outros dos seus colegas estão às voltas para explicar o dinheiro recebido da Camargo Corrêa, que podia ser Queiróz Galvão ou Andrade Gutierrez.

Há quem diga que o dinheiro foi recebido legalmente, mas o que faz uma empreiteira doar tanto dinheiro a deputados, senadores, prefeitos, governadores, etc? É espírito público? É compromisso ideológico?

Nada disso. A corrupção não tem ideologia.

O esquema funciona assim:

. Durante a campanha o candidato pede dinheiro ao empreiteiro. Às vezes gasta na campanha e às vezes faz um fundo. O dinheiro é declarado ou não (a maior parte). Legal ou ilegal, vai ser cobrado.

. Quem tem melhores chances recebe mais. Quem é mais "leal" ao esquema também recebe mais.

. Em sendo eleito, vem a hora do pagamento. Executivos (governadores, prefeitos e presidentes) aprovam obras. Legislativos aprovam emendas destinando recursos a obras. E os judiciários dão o acordo. Tudo na lei.

. É na obra que o empreiteiro recebe o "favor" de volta. Construindo Castelos de Imoralidade e Impunidade.

E assim segue a vida e enquanto todos estiverem satisfeitos, tudo continua como dantes, no quartel de Abrantes.


DASPU

Gente branca está sempre feliz. Tranchesi e os parceiros.

Os números são impressionantes: juntando as multas da Receita Federal com a Estadual, a Daslu deve mais de 600 milhões em impostos.
Todos os crimes - caso seja condenada - vão segurar Eliana Tranchesi, a Dona da Butique, por mais de 90 anos na cana.

É lógico que a justiça vai dar um desconto. Já lhe foi concedido um habeas corpus, ela vai recorrer, parcelar uma mixaria e levar uma dura advertência. Afinal – como disse o Lula – ela é branca e tem olhos azuis.

Lá nos States eles levam essas coisas mais a sério. O Bernie Madoff pegou uma cana de 150 anos!

Lembro que anos atrás (desculpem o trocadilho) ela quis processar as prostitutas do Rio que criaram a grife "Daspu". Ela não admitia que a sua marca fosse confundida com os produtos daquela ralé.